Acontecendo agora

Entrevista: Ladislau Dowbor – Qual a função social da economia – nov – 2014, 20min.

Uma discussão sobre o sentido da economia na Universidade de Caxias do Sul, visões de Ladislau Dowbor em 20 min.
Leia mais

Entrevista L. Dowbor para Rede Vida – Situação Econômica no Brasil: crédito e juros – dez – 2014, 26 min.

Os bancos, mas também outros intermediários financeiros, se apropriam dos recursos sem precisar produzir. Pelo contrario, desviam recursos que poderiam dinamizar a economia. Hoje este sistema constitui o principal fator de travamento da economia. E funciona de maneira simples. (L. Dowbor)
Leia mais

Consumo Sustentável, debate na USP/ESALQ – nov – 2014, 52min.

Iniciativa conjunta da TV USP e do SESC Piracicaba, trata-se de uma série de debates onde os tema abordados giram em torno da promoção de formas de vida mais sustentáveis em toda a abrangência que o tema permite. Nesse primeiro episódio da série, os convidados são os professores Ladislau Dowbor, da PUC/SP, e Marcos Sorrentino, da USP/ESALQ. Em pauta, o problema do consumo excessivo e sua relação com o esgotamento de recursos naturais no planeta. A mediação é do jornalista Fabiano Pereira. (L.Dowbor)
Leia mais

Privatizações: a Distopia do Capital – Silvio Tendler – nov – 2014, 56min.

O novo filme de Silvio Tendler ilumina e esclarece a lógica da política em tempos marcados pelo crescente desmonte do Estado brasileiro. A visão do Estado mínimo; a venda de ativos públicos ao setor privado; o ônus decorrente das políticas de desestatização traduzidos em fatos e imagens que emocionam e se constituem em uma verdadeira aula sobre a história recente do Brasil. Assim é Privatizações: a Distopia do Capital. Realização do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ) e da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), com o apoio da CUT Nacional, o filme traz a assinatura da produtora Caliban e a força da filmografia de um dos mais respeitados nomes do cinema brasileiro. (L. Dowbor)
Leia mais

As 10 empresas que mais doaram em 2014 ajudam a eleger 70% da Câmara – nov – 2014, 2p.

O artigo sobre o financiamento corporativo das eleições mostra que 10 empresas financiaram 70% dos candidatos eleitos. São empresas como JBS (bancada ruralista), empresas de construção (bancada do concreto), os bancos Itaú e Bradesco (bancada financeira), a Vale do Rio Doce (bancada do minério) e poucas mais. A deformação do processo eleitoral, herança da lei de 1997 que autoriza o financiamento corporativo das campanhas, é brutal. As mesmas empresas controlam a mídia por serem as principais financiadoras da publicidade. Todo o poder emana do povo, reza a nossa constituição. (L. Dowbor)
Leia mais

Feranando Rodrigues – Operação de bancos reduz impostos em R$ 200 mi – nov – 2014, 2p.

Não há nada de novo em dizer que o nosso sistema de intermediação financeira recorre a paraísos fiscais para evitar de pagar impostos. O que é novo é a comprovação documentada, com originais publicados pela ICIJ, (Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo), no paraíso fiscal que é Luxemburgo. Levanta-se aqui a ponta do tapete, mas ajuda a entender como funciona o sistema. O artigo é da Folha de São Paulo, por Fernando Rodrigues. (L. Dowbor)
Leia mais

“A reforma agrária é, além de uma necessidade política, uma obrigação moral” – novembro – 2014, 5p.

Este contato com os movimentos sociais e a tomada de posição do Papa, independentemente das crenças, constitui um fato político e uma abertura importante que precisamos conhecer. Toca os temas mais cruciais. (L. Dowbor)
Leia mais

Oxfam – Equilibre o jogo! É hora de acabar com a desigualdade extrema – novembro – 2014, 38p.

Mais um excelente relatório da Oxfam, em português, sobre a desigualdade, esta principal praga das nossas sociedades. Muito bons dados, inclusive sobre Brasil (na p. 21). Impressionante o gráfico que mostra o declínio universal da remuneração do trabalho, com exceções como o Brasil. ( L. Dowbor)
Leia mais

Dados comparativos do Brasil que mudou – outubro – 2014, 5p.

Frente ao manancial de dados contraditórios que surgem sobre o que seria um Brasil em crise, e demagogias a parte, a partir de dados organizados por diversos economistas, chegamos ao resumo de como evoluiu a economia, o social etc. Dados básicos, no conjunto muito confiáveis, comparando essencialmente 2002 e 2013.( L. Dowbor)
Leia mais

Bresser Pereira – Discurso pela reeleição de Dilma Rousseff – outubro – 2014, 2p.

Bresser Pereira, economista e professor da FGV de SP, um dos fundadores do PSDB, ex-ministro do governo de Fernando Henrique, tem imensas credenciais para trazer bom senso para a campanha eleitoral deste ano, com sólidos argumentos. Leu a presente declaração na grande reunião de cientistas, acadêmicos, artistas, juristas e outras personalidades, no histórico TUCA da PUC de São Paulo, no dia 20 de outubro. Aqui não há ódio nem invenções, e sim a defesa dos avanços conquistados e das transformações necessárias. Para quem tem dúvidas ou inseguranças, é uma confirmação sólida do melhor caminho para o país. (L.Dowbor).
Leia mais

Literatura de Cordel: A BATALHA DO ANO: A GRANDE PELEJA DA DILMA COM O TUCANO – outubro – 2014, 14p.

Política pode ser divertida, e o Nordeste enfrenta com arte e bom humor neste cordel. Aliás, podem ter por vezes menos anos de estudo, mas pelo jeito entendem muito melhor o que é realidade e o que é manipulação. (L. Dowbor)
Leia mais

Ladislau Dowbor – Faça seu pão em casa – outubro – 2014, 3p.

Até economista pode fazer coisa útil. Veja o pão da foto, e saiba que quem o fez fui eu mesmo, economista, com um simples fogão de cozinha e uma boa panela, sem máquina, nem força para amassar, simplesmente misturando e deixando crescer. Esta mania de fazer um bom pão em casa está se espraiando pelo mundo, desde que Jim Lahey aprendeu na Itália e elaborou o procedimento que permite que o bom pão fique ao alcance dos mortais urbanos modernos. Está tudo disponível online basta pesquisar no Google My Bread Jim Lahey, ou Meu Pao Jim lahey, você vai encontrar a receita e o procedimento na língua que quiser. (L. Dowbor)
Leia mais

Leonardo Boff – O sentido de uma bioeconomia ou de um ecodesenvolvimento – outubro – 2014, 2p.

As atuais eleições presidenciais trouxeram à tona novamente a questão do desenvolvimento, tema clássico da macroeconomia mundializada. Temas de absoluta gravidade como as ameaças que pesam sobre a vida e a nossa civilização que podem ser destruídas seja pela máquina nuclear, química e biológica, seja pelo aquecimento crescente, eventualmente abrupto, como aventam muitos cientistas que destruiria grande parte da vida que conhecemos e que poria em risco a própria espécie humana, sequer foram referidos, seja por ignorância, seja porque os candidatos se dariam conta de que teriam que mudar tudo.
Leia mais

Earth has lost half of its wildlife in the past 40 years, says WWF – setembro – 2014, 3p.

Uma catástrofe em andamento: metade da vida selvagem destruída em 40 anos. O estudo da WWF apresenta uma situação dramática. (L. Dowbor)
Leia mais

Ladislau Dowbor – Os processos participativos fazem parte da democracia – Capítulo do livro Participação Social e Democracia – setembro 2014 – 5p.

901965cf4255c5006fa2767e3e1662083ef14704b5610a030868bf06be0e9ec1O texto na nossa Constituição é claro, e se trata nada menos do que do fundamento da democracia: “Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.” Está logo no artigo 1º, e garante por tanto a participação cidadã através de representantes ou diretamente. Ver na aplicação deste artigo, por um presidente eleito, e que jurou defender a Constituição, um atentado à democracia não pode ser ignorância, constitui vulgar defesa de interesses elitistas por quem detesta ver cidadãos se imiscuindo na política.
Leia mais



Parceiros

© 2018 Ladislau Dowbor. Criação WowBrazil | Tema original Feelsen por Sérgio Vilar