Acontecendo agora

George Monbiot – Sobre nossa finitude, as ameaças e o dinheiro – Outras Palavras (trad. Guardian) – abr. 2020, 2p.

George Monbiot tem escrito textos curtos e muito bem informados sobre os nossos principais desafíos. Aqui mostra como além da pandemia, estamos enfrentando uma convergência de crises ambientais e sociais. O planeta está à procura de novos rumos.
Leia mais

Visitas da quarentena

A natureza anda solta, sabiás entram no meu escritório sem pedir licença. Liberdade!!… Leia mais

Dowbor na TVT – Renda básica é essencial no combate ao coronavírus, diz economista – Seu Jornal/TVT – 2min.

É necessário liberar, imediatamente, o auxílio financeiro para as pessoas sem renda e para o sistema de saúde que combate o vírus, em particular o SUS. Confiram comentário nosso de ontem na TVT.
Leia mais

L.Dowbor – Capital e ideologia, de Thomas Piketty: uma visão de conjunto dos nossos desafios – 4p. – abril 2020

L.Dowbor - Capital e ideologia, de Thomas Piketty: uma visão de conjunto dos nossos desafios - 4p. - abril 2020
O novo livro de Thomas Piketty é essencialmente sobre desigualdade, o mal estrutural maior do nosso planeta. Essa polarização mundial está se tornando explosiva, na medida em que alguns grupos sociais se apropriam de maneira radicalmente desproporcional dos resultados do que a sociedade produz, inclusive fora de qualquer relação de merecimento. Trata-se de mecanismos econômicos de apropriação, mas também de poder político, de monopólio do exercício da violência, do controle das leis, e em particular de construções ideológicas que geram uma aparência de legitimidade. Daí o título da obra, Capital e Ideologia, ou seja, a riqueza das sociedades por um lado, e as justificativas de sua apropriação desequilibrada por outro.
Leia mais

L.Dowbor – El Capitalismo Improductivo en Brasil – 13min.

Presentamos aqui los efectos de la inversión de modelo economico en Brasil, de las politicas distributivas hacia la austeridad. Más allá del Covid-19, seguimos con los desafios estructurales. És una discusión que nos interesa a todos en América Latina (En mi razonable español, 13 min.).
Leia mais

Pronunciamento do Presidente de El Salvador – Nayib Bukele – combate ao coronavírus – março 2020 – 6 min.

Aprendermos uns com os outros é muito útil. Vejam esta visão excepcional do presidente de El Salvador, juntando a dimensão humana, política e econômica da crise que enfrentamos. Com legendas em espanhol, muito compreensível.
Leia mais

Ladislau Dowbor – Além do coronavírus – 5p.

Não sou médico para comentar os aspectos epidemiológicos do vírus que nos assola. Mas algumas implicações sociais e políticas são óbvias. O primeiro ponto é que desde o golpe há uma fragilização generalizada das políticas sociais – e para efeitos de governança tudo começa já em 2013 com as manifestações, e com o boicote (“Dilma pode até ganhar, mas não irá governar”) e a inversão de prioridades em 2014 favorecendo o sistema financeiro. O teto de gastos, a perda de direitos trabalhistas, o retrocesso na Previdência, os ataques às organizações da sociedade civil, o congelamento do salário mínimo e do Bolsa Família e outras medidas tiveram como denominador comum o travamento da renda e do acesso aos bens de consumo coletivo pelo grosso da população, enquanto se expandia radicalmente o lucro dos bancos e dos grandes aplicadores financeiros.
Leia mais

Il Teatro Nazionale serbo suona “Bella Ciao” in videocall – vários artistas – 2min.

Momento emocionante com essa linda música, o Bella Ciao, que virou quase um hino da resistência ao fascismo na Itália, aqui tocado online, cada músico isolado em sua casa formando uma orquestra. Um símbolo dos momentos que enfrentamos, com esperança e solidariedade.
Leia mais

Roberto Noritomi – Você não estava aqui. Comentário sobre o novo filme do cineasta inglês Ken Loach – A terra é redonda – 15-03-2020

Roberto Noritomi - Você não estava aqui. Comentário sobre o novo filme do cineasta inglês Ken Loach - A terra é redonda - 15-03-2020
O filme de Ken Loach, Você Não Estava Aqui (Sorry we missed you), além da excelente qualidade como filme, é muito rico para entender a transformação das relações de trabalho, o engôdo que representa a ideia de que você vai ser seu próprio patrão. Você fica preso num emaranhado de dependências e controles opressivos, em particular com o uso das tecnologias mais modernas de vigilância. Faz parte dos filmes que pelo rigor levam a uma compreensão profunda dos novos rumos do emprego. Veja excelente análise de Roberto Noritomi, da USP, publicada no blog A Terra é Redonda.
Leia mais

Ann Pettifor – The case for the Green New Deal – Verso, London, New York, 2019, 185 p.

Ann Pettifor – The case for the Green New Deal – Verso, London, New York, 2019, 185 p.
Será possível escapar da ditadura financeira? Num livro agora indispensável, a economista Ann Pettifor aposta que sim. Mas a condição é construir saídas tão surpreendentes, e capazes de desafiar a lógica do sistema, como o Green New Deal. As velhas fórmulas já não servem. Uma visão sistêmica como Green New Deal ajuda muito no debate e na construção de alternativas. Aqui as propostas vão no sentido de um resgate da nação e dos sistemas colaborativos.
Leia mais

Frei Betto – “El Papa propone en Asís una economía que da vida y no mata” – Religión Digital – 3p.

"No hay razón para tanta miseria. Necesitamos construir nuevos caminos", declaró Francisco al convocar el evento. Propone una economía "que hace la vida y no mata, incluye y no excluye, humaniza y no deshumaniza, cuida la Creación y no la deprecia". Y afirma la necesidad de "corregir los modelos de crecimiento que son incapaces de garantizar el respeto al medio ambiente, la aceptación de la vida, el cuidado de la familia, la equidad social, la dignidad de los trabajadores y los derechos de las generaciones futuras".
Leia mais

L.Dowbor – Nothing compares to the Brazilian parasite – Time 24 News – 13.03.2020

L.Dowbor - Nothing compares to the Brazilian parasite - Time 24 News - 13.03.2020
First, the obvious thing: our problem is not a lack of money. With a GDP of 6.8 trillion reais and a population of 210 million, what we produce today represents 11 thousand reais per month per family of four. With what we produce today, even without seeking oppressive equality, only less obscene inequality, it is possible for everyone to live in a dignified and comfortable way. Our problem is not poverty, but mismanagement. Or, to say it in an updated way today, it is lack of governance, of making the whole work.
Leia mais

Ladislau Dowbor – Nada se compara ao parasita brasileiro – Outras Palavras – 2p. – fev.2020

A economia está parada. Há 50 milhões de desempregados e precários. A fome voltou e os sem-teto estiram-se nas calçadas. Duzentos homens engordam suas imensas fortunas, sem nada produzir. Coincidência? Como nos livraremos deles?
Leia mais

O torcedor argentino – fonte desconhecida – 1:20 min.

Aprendemos na escola que o ser humano é um "animal racional". Mas a tendência é prestarmos atenção no adjetivo 'racional', esquecendo o substantivo 'animal'. Aqui, materializado no torcedor argentino, aprecie a simpática manifestação do que o ser humano tem de mais sublime. E todos sabemos que os xingamentos em espanhol, e em particular na boca de portenhos, são maravilhosos.
Leia mais

Antônio Martins – TMM: As sociedades contra a ditadura financeira – Outras Palavras – 07/02/2020

De vez em quando uma pessoa se sente inspirada, ou várias leituras nela amadurecem, e produz um texto simples e sintético, capaz de exprimir ideias essenciais. É o caso do excelente artigo do Antonio Martins, no Outras Palavras, que junta a nova compreensão sobre o papel da moeda, as deformações que temos de enfrentar e os objetivos estratégicos que podemos adotar. Uma bela leitura, aproveitem!
Leia mais

Davos e os impostos: a bandidagem legalizada – Davos, 43 min. (em inglês)

Davos discutiu abertamente a evasão fiscal, hoje gigantesca, em grande parte organizada por bancos, e diretamente ligada à corrupção. A frase de Bruno Lemaire, ministro francês de finanças, chama a atenção: “Quanto maior é a corporação, menos impostos paga: isso não é aceitável”, lembrando que esses grupos pagam algo como 0,02% sobre os seus lucros. Na era do dinheiro digital e da globalização, como cobrar? Eu, professor, pago 27,5%, os bilionários estão isentos. O debate é em inglês, mas muito compreensível, e o conteúdo é excelente, em particular sobre a busca de um acordo internacional para frear a sangria.
Leia mais

Ladislau Dowbor – Economia de Francisco – 11 min. – 12.12.19

A economia no mundo está a procura de novos rumos. Os desastres ambientais, a desigualdade explosiva, o caos político e dreno financeiro se tornaram insustentáveis. No quadro da Economia de Francisco, foi organizada uma vídeo conferência com Joseph Stiglitz. envolvendo numerosos países, e no Brasil muitas instituições. Aqui, 11 minutos de comentários sobre as ideias discutidas, com um denominador comum: precisamos repensar como concebemos e ensinamos o que chamamos exageradamente de Ciência Econômica.
Leia mais

Ladislau Dowbor – Rumos da Educação – 23 min.

Continuamos a ver a educação essencialmente como aquisição de conhecimentos básicos na fase inicial da vida, com professor, lousa e sala de aula. Precisamos mudar essa visão. Vivemos numa era em que o conhecimento se tornou o principal fator de produção, e está na linha de frente das transformações econômicas, necessariamente articulado com as transformações tecnológicas e culturais do planeta. Não é mais uma "fase", mas uma dimensão cada vez mais presente nas nossas vidas. E a conectividade geral nos permite avançar para um sistema planetário de construção participativa e colaborativa do conhecimento. Proponho aqui uma reflexão sobre os novos horizontes. (23 minutos)
Leia mais

L. Dowbor – Para onde está indo o nosso dinheiro? – Jornal dos Economistas – Corecon RJ – n.366 – fev 2020, p.12-13

L. Dowbor - Para onde está indo o nosso dinheiro? - Jornal dos Economistas - Corecon RJ - n.366 - fev 2020, p.12-13
Neste mês, participo do especial "Impactos da redução da Selic", na revista do Corecon-RJ (Conselho Regional de Economia - Rio), com o artigo "Para onde está indo o nosso dinheiro?" (p.12-13) sobre como o sistema atual multiplica parasitas improdutivos. Que a nossa economia continue parada não é mistério, basta ver para onde vai o dinheiro...

Felicia Wong – The emerging worldview: how new progressivism is moving beyond neoliberalism – A landscape analysis – Roosevelt Institute, January 2020 – 56p.

Felicia Wong – The emerging worldview: how new progressivism is moving beyond neoliberalism – A landscape analysis – Roosevelt Institute, January 2020 – 56p.
O que está surgindo com muita força no mundo das ciências sociais, e em particular da economia, é a busca de novos rumos. O vale-tudo que chamamos de mercado está saindo rapidamente de cena. Com quase 8 bilhões de habitantes, tecnologias extremamente poderosas e agressivas, e gigantes corporativos descolados das realidades que vivem as populações, nós estamos frente a um desafio de civilização, muito além de estreitas teorias econômicas. Uma nova visão de mundo, com o resgate da economia na sua dimensão de economia política, está emergindo. O texto de Felicia Wong é muito bom, simples (nada de economês) e muito bem sistematizado. E a bibliografia, como mencionei, constitui uma excelente ferramenta, em particular para os que como eu ensinam economia.
Leia mais

Ladislau Dowbor – São Paulo: um desenvolvimento humano para o século XXI – 12.01.2020 – 13p.

Ladislau Dowbor - São Paulo: um desenvolvimento humano para o século XXI - 12.01.2020 - 13p.
O presente texto não é um programa ou lista de propostas. Antes constitui uma reflexão sobre o futuro da cidade frente às transformações profundas que vive nossa sociedade. No horizonte complexo que se desenha, com tantas tensões políticas, sociais, econômicas e ambientais, vale a pena tomar um pouco de recuo, buscando inclusive repensar as simplificações ideológicas que nos perseguem. O raciocínio econômico, em particular, é amplamente insuficiente para abarcar os desafios do desenvolvimento.
Leia mais

Lena Lavinas e Denise L. Gentil – BRASIL ANOS 2000: A política social sob regência da financeirização – Novos Estudos Cebrap – ago.2018

Lena Lavinas e Denise L. Gentil - BRASIL ANOS 2000: A política social sob regência da financeirização - Novos Estudos Cebrap - ago.2018
Um excelente artigo de Lena Lavinas e Denise Gentil, mostra que muito além de conter o déficit, travar o financiamento das políticas públicas (Teto de Gastos) visou abrir espaço para a privatização da saúde e da educação, áreas que por sua vez passaram a ser dominantemente controladas por grupos financeiros, em particular estrangeiros. Linguagem clara, sem complicações econométricas, e ótimas tabelas que mostram uma das faces mais duras da financeirização ao dificultar o acesso da massa da população a coisas tão elementares como saúde e educação.
Leia mais

Sarah Boseley – 250 million children worldwide forecast to be obese by 2030 – The Guardian – oct 2019

Sarah Boseley - 250 million children worldwide forecast to be obese by 2030 - The Guardian - oct 2019
Isso é uma tragédia em construção. Crianças indefesas frente à invasão de publicidade e porcaria alimentar! Empresas que empurram comidas que sabem ser péssimas para o desenvolvimento das crianças. Elas não sabem o que colocam na comida? Não dispõem de nutricionistas?
Leia mais



© 2020 Ladislau Dowbor. Criação WowBrazil | Tema original Feelsen por Sérgio Vilar