👏  Seja bem-vindo(a) ao nosso novo site! O site antigo ainda pode ser acessado aqui. Leia sobre o novo design do site e envie a sua opinião.
O site antigo ainda pode ser acessado aqui.
Fundo comum de patentes para baratear antirretrovirais – out – 2009
Menu
SHARE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Fundo comum de patentes para baratear antirretrovirais – out – 2009

Autor
Ladislau Dowbor
Tamanho
Originalmente publicado
Data

O problema das patentes da indústria farmacêutica constitui uma tragédia. A nota abaixo, de Andréa Borde, é muito útil para sentir o tamanho do desafio. Os preços cobrados pelos medicamentos não têm limite, pois uma pessoa ameaçada raspa as gavetas e paga, e se for um filho vende até a alma. A nota abaixo mostra o drama dos medicamentos para Aids, doença que já matou 25 milhões de pessoas, mais de quatro vezes o holcausto do judeus durante toda a segunda guerra mundial, enquanto se discute a rentabilidade das ações das empresas. Como as empresas alegam que têm gastos com pesquisa, vale a pena ler “A verdade sobre os laboratórios farmacêuticos”, de Marcia Angell (veja neste site a resenha sob “Dicas de Leitura”), sobre os gastos reais em pesquisa e em publicidade. Os lucros que as empresas obtêm graças às patentes são muito grandes, mas incomparavelmente maiores são os custos para a sociedade de sustentar dezenas de milhões de pessoas que vão definnhando. O que temos aqui é uma indústria da doença, em vez de uma política de saúde. Ver também, neste site, sob “Artigos”, o nosso “Da propriedade intelectual à sociedade do conhecimento“. (L. Dowbor)



 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Receba recomendações de leitura no seu email.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.
Pílulas Informativas
Various
– 28 de maio, 2021
– 10p.
In its “From Virus to Vitamin” Newsletter, the organizers raise a key question every month, and consult with a number of people in different countries, myself included, presenting an overview of technically informed opinions.
Assine a newsletter e faça parte da nossa comunidade.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.