Discutir se devemos proteger a vida ou a economia é absurdo. Precisamos conter o vírus enquanto ainda não se generalizou, se não os custos econômicos e em vidas será muito maior, como se vê nos EUA. E temos de pensar mais além, no desastre ambiental, na desigualdade explosiva, no caos financeiro e no próprio coronavírus, quatro crises convergentes. O desafio é sistêmico.

Confira debate promovido pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, mediado pela jornalista Larissa Gould, com o economista Ladislau Dowbor (professor da PUC-SP) e Patricia Pelatieri, coordenadora de pesquisas do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).