Como outras coisas que Anne Louette tem feito, este pequeno compêndio é simples e útil. Todos sabemos hoje que o PIB é uma medida amplamente insuficiente e eivada de erros de concepção básicos. Não vai desaparecer como unidade de medida, mas vai ser sobretudo complementado por un conjunto de métodos simples de contabilidade tecnicamente mais corretos e sobretudo mais atualizados para responder à evolução da economia moderna.

A estrutura do compêndio é simples: cada sistema de indicadores, o Genuine Savings Indicadors do Banco Mundial, por exemplo, é apresentado numa página dupla, com definição, histórico, objetivos, conteúdo e referências online para mais informação. São apresentados 25 dos principais sistemas de indicadores utilizados, como o Happy Planet Index de Londres, o Indice Paulista de Responsabilidade Social, o Ecological Footprint etc.

Na introdução, vários textos curtos (de 2 p.) de aparesentação dos principais problemas metodológicos, com contribuições de Hazel Henderson, Jean Gadrey, Ladislau Dowbor e outros. Trata-se realmente de um instrumento prático de consulta e de trabalho, vale a pena. Foram tirados 8 mil exemplares, mas o documento está disponível na íntegra online no linkhttp://www.compendiosustentabilidade.com.br/2008/imagens/banco/arquivos/compendio_indicadores.PDF

Para uma visão mais ampla e analítica, existem evidentemente os próprios livros dos autores mencionados, como Os Novos Indicadores de Riqueza de Jean Gadrey (veja comentário abaixo), o Calvert-Henderson Quality of Life Indicators para os Estados Unidos (também comentado neste Dicas de Leitura) e outros.