👏  Seja bem-vindo(a) ao nosso novo site! O site antigo ainda pode ser acessado aqui. Leia sobre o novo design do site e envie a sua opinião.
O site antigo ainda pode ser acessado aqui.
Paulo Freire e a revolução digital
Menu
SHARE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Paulo Freire e a revolução digital

As tecnologias se deslocaram sem dúvida, mas a questão essencial do conhecimento como caminho de apropriação dos nossos destinos, central no pensamento do Paulo, continua mais atual do que nunca.
Autor
Ladislau Dowbor
Tamanho
10 páginas
Originalmente publicado
Data
1 de dezembro, 2020
ISSN
2357-7266

O artigo de Dowbor está entre as páginas 143 e 152

Paulo Freire tinha plena consciência das oportunidades que se abriam com a revolução digital, ainda que incipiente. Em conversa solta, já nos anos 90, ele que sempre foi homem da caneta tinteiro comentou a que ponto nós poderíamos ver nossa capacidade de pesquisa e de produção científica multiplicada com as novas tecnologias. É interessante pensar na trajetória desse homem que começou batalhando pelo acesso ao alfabeto, e na fase final da vida assistiu à explosão dos sistemas de informação. As tecnologias se deslocaram sem dúvida, mas a questão essencial do conhecimento como caminho de apropriação dos nossos destinos, central no pensamento do Paulo, continua mais atual do que nunca.

revista-unifreire

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Receba recomendações de leitura no seu email.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.
Artigos
Ladislau Dowbor
– 22 de julho, 2021
– 5p.
Quem diria: nos próprios EUA, a ideia de que os Estados “só podem gastar o que arrecadam” – mito central da ditadura financeira – balança. Abre-se espaço para a mudança, começando por serviços públicos de excelência e Renda Básica.
Artigos
Ladislau Dowbor
– 9 de julho, 2021
– 2p.
Atualmente, estamos enfrentando uma convergência de tendências críticas: destruição do meio ambiente, explosão da desigualdade, caos financeiro, a erosão da democracia e, claro, a pandemia. Mas olhar para trás, para as tendências históricas, nos dá uma ferramenta poderosa para uma melhor compreensão de nossos desafios. A economia é essencialmente sobre política.
Assine a newsletter e faça parte da nossa comunidade.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.