👏  Seja bem-vindo(a) ao nosso novo site! O site antigo ainda pode ser acessado aqui. Leia sobre o novo design do site e envie a sua opinião.
O site antigo ainda pode ser acessado aqui.
Tecnologias sociais e desenvolvimento em ambientes rurais: uma análise do Programa Agroecológico Integrado Sustentável (PAIS) no Estado da Bahia
Menu
SHARE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Tecnologias sociais e desenvolvimento em ambientes rurais: uma análise do Programa Agroecológico Integrado Sustentável (PAIS) no Estado da Bahia

Como a utilização de novas tecnologias em territórios rurais pode proporcionar transformações culturais, econômicas, sociais e ambientais, delineando um desenvolvimento territorial das regiões de forma mais democrática e inclusiva.
Autor
Tiago Trindade de Carvalho
Tamanho
128 páginas
Originalmente publicado
Data
11 de abril, 2017

Dissertação de mestrado defendida na pós-graduação em Economia política, em 11 de abril de 2017. Banca composta por Anita Kon (Orientadora), Ladislau Dowbor e Marcia Lello Costa de Liberal.

O autor escreveu uma dissertação particularmente interessante sobre o Programa Agroecológico Integrado Sustentável (PAIS) na Bahia. Trata-se de uma tecnologia de uso integrado de criação e diversos plantios para maximizar a produção e gerar renda para a agricultura familiar. O adubo dos animais serve para a horta, o sistema de irrigação por gotejamento permite otimizar o uso da água. Trata-se de uma tecnologia relativamente simples que lembra os sistemas integrados dos chineses, em que a produção de peixes, de patos e de horticultura funcionam também de maneira articulada, os subprodutos de um permitindo a produção de outro. No caso do nosso semiárido, trata-se de 1 milhão de quilômetros quadrados e de uma população de 25 milhões de habitantes. É muito relevante.

A tecnologia em si é muito interessante, descrita em detalhe no terceiro capítulo. Mas de utilidade muito mais ampla são os dois primeiros capítulos. Para que funcionem as técnicas, é importante considerar o ciclo completo de produção, que envolve não apenas a própria produção, mas também o apoio tecnológico, a comercialização, o financiamento, o acesso aos insumos e equipamentos. O ciclo completo envolve processos colaborativos, uma visão de desenvolvimento local e de construção de capital social. Tanto sobre o estado presente da discussão sobre o desenvolvimento local, como sobre o capital social, Tiago apresente excelente pesquisa, simples e direta, com bibliografia muito rica.

Isto abre para o que há mais atual nas discussões de novos paradigmas produtivos, com sistemas descentralizados em rede, processos colaborativos locais e regionais, a própria revalorização da pequena escala quando funciona articulada graças à conectividade dos sistemas modernos de comunicação e conectividade. Recomendo fortemente a leitura. É bem escrito, sucinto (128p) muito bem estruturado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Receba recomendações de leitura no seu email.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.
Pesquisas Conexas
Arnaldo Nogueira, Ricardo Favoreto
– 3 de junho, 2019
– 6p.
O livro denuncia desacertos e também apresenta propostas. Aponta como indispensável a recuperação da produtividade da economia, que, a permanecer como está, tende a nos manter encurralados, sob o jugo do sistema financeiro.
Pesquisas Conexas
Pedro Saad (orientador: Ladislau Dowbor)
– 11 de setembro, 2018
– 124p.
O engajamento de empresas e investidores em ações sustentáveis em prol dos ODS é necessário e urgente. Temos Plena consciência de que enfrentar os problemas econômicos, sociais e ambientais que estão ligados à extrema pobreza e à desigualdade representam um enorme desafio e requerem massivos investimentos.
Assine a newsletter e faça parte da nossa comunidade.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.