L’Afrique dans le sillage des grands états émergents – Carlos Lopes – março – 2013, 14p.
Menu
SHARE

L’Afrique dans le sillage des grands états émergents – Carlos Lopes – março – 2013, 14p.

Autor
Ladislau Dowbor
Tamanho
14 páginas
Originalmente publicado
Data

Carlos Lopes, qui dirige actuellement la Commission Economique pour l’Afrique, nous envoie un excellent article qui propose une révision du concept de la planification, en passant par les expériences de la Chine, du Brésil, de l’Inde et de Singapour. Au delà du “consensus” libéral, et des timides tentatives de régulation par l’Etat, il s’agit de repenser la planification en tant qu’instrument essentiel de l’organisation du développement: “La planification, aujourd’hui, ne doit pas se limiter à la stratégie, elle doit aussi porter sur l’inter-connectivité, la connaissance, les techniques de crowd-sourcing et les autres avancées issues des technologies de l’information qui ont fait émerger des conditions sans précédent de gouvernance participative.” (La version anglaise de ce texte doit paraître prochainement – L. Dowbor)

[gview file=”https://dowbor.org/wp-content/uploads/2013/03/13LAfrique-dans-le-sillage-des-grands-états-émergents.docx” height=”400″ width=”98%” save=”1″]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja Também

Receba recomendações de leitura no seu email.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.
Artigos Recebidos
Oxfam
– 18 de janeiro, 2023
– 58p.
A Oxfam, organização muito confiável, apresenta um excelente estudo sobre a desigualdade, as suas manifestações e o agravamento radical recente. O documento foi lançado por ocasião da reunião do Fórum Econômico de Davos 2023 e defende o aumento na tributação dos super-ricos para recuperar parte dos ganhos obtidos por meio de lucros excessivos durante a crise iniciada com a pandemia de covid-19.
Artigos
Ladislau Dowbor
– 15 de dezembro, 2022
– 4p.
Multiplicam-se desejos e experimentos de vida livre do inferno mercantil. Novas construções teóricas avançam. Mas a máquina de alienação gira cada vez mais rápido – e coloca o indivíduo solitário como herói. Quem colapsará primeiro?
Assine a newsletter e faça parte da nossa comunidade.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.