👏  Seja bem-vindo(a) ao nosso novo site! O site antigo ainda pode ser acessado aqui. Leia sobre o novo design do site e envie a sua opinião.
O site antigo ainda pode ser acessado aqui.
Administrar a Metrópole: um desafio sempre adiado – 2004,4p
Menu
SHARE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Administrar a Metrópole: um desafio sempre adiado – 2004,4p

Autor
Ladislau Dowbor
Tamanho
4 páginas
Originalmente publicado
Data

O gigante que é a região metropolitana de São Paulo tem 18 milhões de habitantes, e os seus 39 municípios cobrem uma área quase do tamanho do Líbano. Administrar São Paulo, é administrar um país. A Suiça tem 7 milhões de habitantes. A fragmentação da gestão metropolitana gera discontinuidades no sistema de transportes, desigualdades na tributação, isso sem falar no drama da poluição que exige esforço integrado e coordenado. A prefeitura de São Paulo lançou um estudo chamado “Região Metropolitana de São Paulo: Gestão em Debate”, com uma série de estudos sobre o problema. O artigo acima constitui uma das muitas contribuições ao debate. Contato para a obra completa: luizl@prefeitura.sp.gov.br (L.Dowbor)

[gview file=”https://dowbor.org/04metropole.doc” height=”400″ width=”98%”]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Receba recomendações de leitura no seu email.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.
Artigos
Ladislau Dowbor
– 1 de dezembro, 2020
– 24p.
The Bolsa Familia program of money transfers to the roughly 50 million poor at the bottom of the pyramid is internationally known but its success was grounded in a much wider set of 149 programs constituting an integrated and inter-sector policy.
Artigos
Ladislau Dowbor
– 1 de outubro, 2020
– 2p.
A convergência das crises evidenciada com força pela pandemia está nos levando a repensar o próprio conceito de economia. Em vez de “leis” às quais deveríamos nos submeter, trata-se de pactos que devem servir ao bem-estar das populações e à sustentabilidade ambiental. São escolhas que dependem de nós, visando uma sociedade economicamente viável, mas também socialmente justa e ambientalmente sustentável. Temos de retomar o controle, depois de 4 décadas de austeridade, privatização e caos financeiro.
Assine a newsletter e faça parte da nossa comunidade.
Nós não compartilhamos o seu email com ninguém. Você receberá em média um email por mês.