Este belissimo poema de William Buroughs, um dos maiores escritores americanos do século XX, é aqui lido por ele mesmo em 1986. Figura entre os mais fortes gritos de angústia que já se escreveu, com profunda ironia sobre a tradicional festa americana de ação de graças. Buroughs foi muito perseguido… Leia mais