taxa Selic

Os Descaminhos do Dinheiro: uma visão sistêmica – dezembro – 2012, 25 p.

Os Descaminhos do Dinheiro: uma visão sistêmica - dezembro - 2012, 25 p.
O presente artigo reúne em um único texto de 25 páginas os 5 artigos que publicamos sobre Os Descaminhos do Dinheiro. Trata-se de um exercício bastante simples, de explicitação dos mecanismos: a compra das eleições, o uso de juros oficiais, a cartelização do sistema financeiro, a apropriação do orçamento público, e o funcionamento dos paraísos fiscais que assegura segurança, segredo e rentabilidade ao dinheiro ilegal. A questão, na nossa interpretação, vai muito além do desvio do dinheiro: é a própria democracia que está sendo apropriada. O show jurídico, com inúmeras irregularidades, com um olho só, e coincidindo com as eleições, não convence. O sistema permanece, e agradece. Aqui, aproveitamos o interesse criado para mostrar como funciona. (L.Dowbor)
Leia mais

Os descaminhos do dinheiro: apropriação via juros oficiais (parte II) – outubro – 2012, 3p.

A maior apropriação privada de recursos públicos no Brasil, além de legal, criou a sua justificação ética, a de estar combatendo a inflação: trata-se da taxa Selic. Como muitos sabem, e a imensa maioria não sabe, a Selic é a taxa de juros que o governo paga aos que aplicam dinheiro em títulos do governo, gerando a dívida pública. A invenção da taxa Selic elevada também é uma inciativa dos governos nos anos 1990. Tipicamente, passou-se a pagar, a partir de 1996, já com inflação baixa, entre 25 e 30% sobre a dívida pública. Os intermediários financeiros passaram a dispor de um sistema formal e oficial de acesso aos nossos impostos. Vejamos como funciona. (L. Dowbor)
Leia mais

Amir Khair – É preciso mudar – março – 2012, 3p.

Nesta nota Amir Khair aborda uma questão essencial da política econômica do país, que são os juros astronômicos praticados pelo sistema de intermediação financeira do país. Não se trata aqui da taxa Selic (que o governo paga aos bancos), e sim dos juros ao tomador final, sejam empresas ou pessoas físicas. (L. Dowbor)



© 2020 Ladislau Dowbor. Criação WowBrazil | Tema original Feelsen por Sérgio Vilar