Propostas para a gestão municipal participativa. Um estudo particularmente interessante, de Hilary Wainwright, e publicado pelo Public Services International em colaboração com o Transnational Institute, organiza de maneira muito feliz os argumentos no sentido de se reorientar as parcerias público privadas do seu sentido Estado-Empresa para uma visão de articulação mais rica entre o Estado e as diversas formas de organização de usuários e de sindicatos. Para um país como o nosso, que acaba de aprovar o marco regulatório do setor e uma Política Nacional de Participação, estas ideias têm muita relevância. Intitulado The Tragedy of the Private: the Potential of the Public (A tragédia do privado: o potencial do público), o estudo vai no contrapé do famoso Tragedy of the Commons dos anos 1960, frequentemente utilizado para justificar privatizações. Resenha de Dowbor publicada por Outras Palavras, 4 p., Bens Comuns: da privatização à democracia real (Novos Arranjos Institucionais). http://outraspalavras.net/brasil/bens-comuns-da-privatizacao-a-democracia-real/ (L. Dowbor)
Leia mais