Nesta nota Amir Khair aborda uma questão essencial da política econômica do país, que são os juros astronômicos praticados pelo sistema de intermediação financeira do país. Não se trata aqui da taxa Selic (que o governo paga aos bancos), e sim dos juros ao tomador final, sejam empresas ou pessoas físicas. (L. Dowbor)