Acontecendo agora

Elizabeth Warren – Rigged Justice (justiça deturpada) – Janeiro 2016, 16p.

O relatório que a senadora Elizabeth Warren apresentou no congresso americano é muito forte. A criminalidade corporativa, que aparece em situações que não se podem esconder como no caso da Billiton e da Vale em Minas, gerou um sistema paralelo de acordos administrativos (settlements) que se resolvem discretamente pois não exigem julgamento ou reconhecimento de culpa, apenas multas. As fraudes em medicamentos, ou nas operações financeiras dos grandes bancos, inclusive as que geraram a crise de 2008 e hoje geram a instabilidade permanente, atingem níveis impressionantes, atingem cada um de nós, mas são branqueadas pela justiça, além do fato de que serem anunciantes não ajuda na divulgação. O relatório apresenta 20 exemplos de como as fraudes corporativas se organizam e o que resulta. (L. Dowbor)
Leia mais

The Oligopoly of Academic Publishers in the Digital Era – Vincent Larivière, Stefanie Haustein, Philippe Mongeon –  Published: June 10, 2015 – 15p.

Um oligopólio de empresas comerciais, Reed-Elsevier (24,1%), Springer (11,9% e Wiley-Blackwell (11,3%) controlam quase 50% das publicações científicas do planeta, e estão estendendo rapidamente o seu controle. O acesso à pesquisa científica tornar-se muito caro, isto que estes intermediários nem pesquisam, nem pagam o "blind-review" que é feito por pesquisadores nas instituições de origem. Mas as avaliações dos professores e das instituições é valorizada apenas se publicam com estes "renomados" intermediários. Vincent Larivière (e outros) fizeram uma excelente análise do absurdo que tanto trava o intercâmbio e dinamização de pesquisas no mundo. Já são mais de 15 mil cientistas que boicotam estes intermediários, e publicam em revistas abertas (open-access), como é este próprio artigo de Larivière, 15 p. em inglês. Veja em particular a p. 3 para os dados básicos, e a p. 12 para o resumo das conclusões desta pesquisa. (L. Dowbor)
Leia mais

Filme – A Corporação (2003) – jan – 2016, 2h25

A Corporação continua a ser o melhor documentário para entender como funciona o mundo corporativo transnacional, que hoje constitui a força econômica e política maior do planeta. Apoiado em ampla pesquisa, o filme permite dar um salto de compreensão dos mecanismos econômicos em geral, em particular na sua dimensão de poder. As corporações se organizam em escala planetária, enquanto o poder dos governos está fragmentado em 195 países: na prática, o descontrole se generalizou. Veja o filme, legendado, e utilize em aulas ou reuniões. Ótima ferramenta, além de ser simplesmente gostoso de ver. (L. Dowbor)
Leia mais

Leonado Boff – A persistência do ódio na sociedade brasileira – jan – 2016, 2p.

Leonardo Boff traz neste artigo curto e direto a questão essencial do ódio na política. O ódio sempre foi uma ferramenta poderosa de unificação de massas em torno a um inimigo comum, canalização mais fácil e oportunista das frustrações. "O ódio é a vingança dos covardes", cita aqui Leonardo Boff, e não constrói nada. Permite sim as atitudes mais covardes com elevado sentimento de estar moralmente certo. Os fascismos que emporcalharam o mundo não tinham outra lógica. (L. Dowbor)
Leia mais

Oxfam Brasil – “Uma economia para o 1%” – janeiro – 2016, 12p.

Resumo executivo da OXFAM apresenta a situação catastrófica em termos de concentração da riqueza no mundo. Os mecanismos financeiros permitem o desequilíbrio crescente: o produto mundial cresce na ordem de 2% ao ano, enquanto os rendimentos financeiros, que é a fonte de riqueza dos mais ricos, aumentam na faixa de 7%. Gigantesca apropriação por parte do capital improdutivo, inclusive por meio do endividamento público. (texto curto em português) (L. Dowbor)
Leia mais

Entrevista ao Espaço Público na TV BRASIL – agosto 2014 – (trecho 15min.)

Trecho da entrevista de Dowbor aos jornalistas Paulo Moreira Leite, Florestan Fernandes Jr. e Sonia Filgueiras no programa Espaço Público da TV BRASIL, em agosto de 2014.
Leia mais

The U.S. School That Trains Dictators & Death Squads – dezembro – 2015, 28 min.

Um importante documentário histórico sobre como funciona a School of Americas, SOA, de Fort Benning, nos EUA, e o sistema de treinamento de técnicas de tortura e de formação em repressão interna. São 28 min., em inglês fácil de entender, e como documento é importante, são coisas que não aparecem na mídia. E não é apenas o passado. (L. Dowbor)
Leia mais

Ladislau Dowbor ¿Pueden los BRICS influir en el sistema global de poder? – dezembro – 2015, 4 min

No quadro da Nueva Sociedad realizou-se em Buenos Ayres um seminário internacional de dois dias sobre "como reorientar os rumos da economia global". Os participantes de diversos países apresentam aqui, em videos sintéticos de poucos minutos, os principais rumos analisados. Excelente material de pesquisa. (L. Dowbor)
Leia mais

Maxime Robin – Nos Estados Unidos, a arte de esfolar os pobres – novembro, 2015, 6p.

O crédito deveria ajudar. Poder antecipar uma compra, financiar um empreendimento, pagar estudos universitários, tudo isto seria útil dentro de determinadas condições. Com taxas de juros extorsivas, multas, juro sobre juro, gerou-se uma massa de pessoas que trabalham para o lucro dos intermediários financeiros. É a indústria da dívida, aqui um artigo curto em português apresenta como funciona nos EUA. Para o Brasil, veja o nosso Resgatando o potencial do sistema financeiro. (L. Dowbor)
Leia mais

Entrevista com Stiglitz na TV Brasil: uma visão realista sobre a crise – novembro – 2015, 1h

Uma entrevista de excepcional importância de Joseph Stiglitz, "Nobel" de economia e ex-economista chefe do governo Clinton, sobre a situação econômica atual nos Estados Unidos e no Brasil, focando em particular os problemas da desigualdade, e no caso brasileiro a situação surrealista dos juros. O vídeo completo está também disponível na TV Brasil/Espaço Público. (L. Dowbor)
Leia mais

Ladislau Dowbor – La crisis no es sólo económica. Reflexiones globales y algunos apuntes sobre Brasil – NUEVA SOCIEDAD 224 – Noviembre /Diciembre 2009, 21p.

La crisis global plantea una serie de desafíos que pueden verse también como oportunidades. El artículo aborda seis de ellos, que resultan especialmente importantes tanto a escala mundial como para el caso de Brasil: redefinir el paradigma energético-productivo, enfrentar la desigualdad, recuperar el papel central del Estado, reorientar el crédito hacia actividades productivas y socialmente valiosas, dinamizar la economía para fomentar la producción y buscar políticas que sean convergentes en términos económicos, sociales y ambientales. Se trata de retos amplios y complejos que exceden las soluciones técnicas o limitadas a los aspectos económicos y que exigen una mirada de largo plazo. ( L.Dowbor)
Leia mais

Ladislau Dowbor – Die Krise aus globaler Sicht und ihre Bedeutung für Brasilien – NUEVA SOCIEDAD DEUTSCH Januar/2009 – 22p.

Zusammenfassung | Die globale Krise stellt uns vor eine Reihe von Herausforderungen, die auch als Chancen verstanden werden können. Dieser Artikel spricht sechs davon an, die sowohl global als auch für Brasilien von besonderer Bedeutung sind: Die Neudefinition des energetisch-produktiven Paradigmas, den Kampf gegen die sozialen Unterschiede, die Wiederherstellung der zentralen Rolle des Staates, die Neuausrichtung der Kredite auf produktive und sozial nützliche Aktivitäten, die Ankurbelung der Wirtschaft, um die Produktion anzuregen und das Entwickeln von politischen Strategien, die in ökonomischer, sozialer und ökologischer Hinsicht kohärent sind. Es handelt sich zusammenfassend um umfassende und komplexe Herausforderungen, die über technische Lösungen oder solche, die auf wirtschaftliche Aspekte beschränkt sind, hinausgehen und die langfristig geplant werden müssen.(L. Dowbor)
Leia mais

Ladislau Dowbor – O passo seguinte. Do apoio aos pobres à inclusâo produtiva – NUEVA SOCIEDAD PORTUGUÊS – Outubro 2007, 17p.

Tradicionalmente, a desigualdade foi vista como um problema de distribuição injusta. Hoje, vemos com mais clareza que se trata de um processo mais amplo de organização econômica. Na realidade, vivemos numa impressionante economia do desperdício, de mão-de-obra, das nossas poupanças desviadas para atividades especulativas, do conhecimento tecnológico. Avançamos muito na organização do andar de cima, da política para as classes alta e média, da participação do mundo empresarial, da estabilização da macroeconomia. Mas nenhum país se estabiliza quando deixa de lado uma imensa massa de pobres e dilapida os seus recursos.(L. Dowbor)
Leia mais

Ladislau Dowbor- Información para la ciudadanía y el desarrollo sustentable – NUEVA SOCIEDAD 196 – Abril/Marzo 2005, 20p.

Los medios de información y comunicación están transformándose y abriendo enormes perspectivas para la racionalización de las actividades económicas y sociales. Contamos con las tecnologías y la información de base pero no con las herramientas del conocimiento organizado para la acción ciudadana. La información organizada puede constituirse en un poderoso agente de racionalización de diversas actividades, y un gran esfuerzo en este sentido probablemente constituya la mejor iniciativa que podríamos tomar en términos de costo-beneficio, pues no se pretende abrir nuevos espacios, sino de aprovechar mejor los que existen.(L. Dowbor)
Leia mais

Ladislau Dowbor – Brasil: tendencias de la gestión social – NUEVA SOCIEDAD 187 – Septiembre /Octubre 2003, 14p.

La cuestión de la gestión social se tornó central. El crecimiento económico no es suficiente. Áreas productivas, redes de infraestructuras ni servicios de intermediación funcionan si no se invierte en el ser humano, en su formación, salud y cultura. La dimensión social del desarrollo no es un complemento externo a los procesos económicos, sino un componente esencial de la transformación. Mientras las áreas productivas disponen de una sólida acumulación teórica sobre su gestión (taylorismo, fordismo, toyotismo, etc.), el área social carece de paradigmas de gestión, oscilando entre burocratismos estatales anacrónicos y privatizaciones desastrosas. Los servicios sociales son diferentes y necesitan de respuestas específicas.(L. Dowbor)
Leia mais



Parceiros

© 2017 Ladislau Dowbor. Criação WowBrazil | Tema original Feelsen por Sérgio Vilar