Mural de recados
(135)
(85) Ladislau Dowbor
21 - 11 - 2013
email

Caros, resumindo e para facilitar a vida na consulta, o material sobre os Indicadores de Desenvolvimento Humano Municipal 2013, que ajuda muito a entender as dinâmicas recentes de interiorização do desenvolvimento no Brasil,os link principais são os seguintes:

O relatório IDHM2013, com principais resultados:
http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/130729_AtlasPNUD_2013.pdf

Texto e Video Dowbor, 13 min. no site da ONU: http://www.pnud.org.br/Noticia.aspx?id=3771

Texto e video Dowbor 13 min. com legenda em espanhol no site da ONU/América Latina e revista Humanum: http://www.revistahumanum.org/revista/video-serie-atlas-brasil-2013-desenvolvimento-humano-em-debate/


(84) Ladislau
21 - 11 - 2013
email

Caros,

1) Estamos terminando este mês de novembro com o carnaval midiático das prisões políticas.Respeito muito a legítima vontade cidadã de ver finalmente punidos uns corruptos, por poucos que sejam. É forte a tendência para sentir o doce gosto da punição, e de acreditar no que se quer acreditar. Só que aqui o sentimento simplesmente não é legítimo. Na minha área, que é economia, a contribuição é apresentar como se dão efetivamente os desvios, através da explicação simples de como funcionam os 5 principais mecanismos do que chamamos de "Os Descaminhos do Dinheiro", em linguagem que qualquer cristão entende, como diz um amigo latino. A compreensão é geralmente mais útil que o ódio. Vejam em http://dowbor.org/2012/12/os-caminhos-da-corrupcao-uma-visao-sistemica-dezembro-de-2012-25-p.html/

2) Fizemos uma resenha do livro de Samantha Geitner, a jovem que ficou famosa por ter sido estuprada por uma estrela de Hollywood, Polanski. O livro é muito interessante não por detalhes escabrosos mas pela indignação tranquila de Samantha, hoje cinquentona e bem casada, que mostra como a vida dela foi transtornada não pelo estupro (não houve violência, ficou chamado de sexo não consensual) mas pela máquina do judiciário e pela mídia, que se promoveram no caso do juiz, e que vendeu horrores no caso da mídia, graças à fabulosa combinação da inocência violada com um sexo famoso, e ao suspense do julgamento. Os amplos comentários que o livro gerou na nossa mídia detalham evidentemente os detalhes sexuais, e não a denúncia de Samantha. Vejam resenha do livro em http://dowbor.org/2013/10/samantha-geimer-the-girl-a-life-in-the-shadow-of-roman-polanski-atria-books-new-york-2013.html/

3) JP Morgan vai pagar 13 bilhões de dólares de multas por diversos tipos de fraude. A multa é dividida entre compensação de fraudes contra o sistema financeiro, defraudamento de clientes, ilegalidades com o fisco e outras práticas. Nada de muito novo para quem acompanha o comportamento dos bancos, mas um bom exemplo, didático, de a que ponto chegaram os mecanismos de apropriação de dinheiro através de mecanismos financeiros hoje sem regulação efetiva. Significativo também que desta vez o "settlement" via pagamento de multa não envolva prescrição das responsabilidades judiciais, como normalmente ocorre. Texto simples e didático, em inglês, publicado pelo Guardian, bom instrumento de trabalho para quem ensina ou quer compreender mecanismos financeiros. (L. Dowbor) http://www.theguardian.com/business/2013/nov/19/jp-morgan-record-fine-settlement-mortgages

4) A desigualdade continua sendo a praga deste mundo, desequilibrando tanto processos econômicos, como sociais e ambientais. A Renda de Cidadania, tão tenazmente (é o termo) defendida pelo Suplicy, está ganhando espaço, temos os recursos e as tecnologias, e a demonstração na prática de que funciona, ao melhorar radicalmente a situação de todos na sociedade. O senador ficou "feliz com a publicação da notícia de que a Suíça fará um referendo popular, a partir da solicitação de 126 mil cidadãos que assinaram a petição sobre se vai instituir uma Renda Básica de Cidadania para todos os seus 8 milhões de habitantes". O Estadão publicou a notícia. Vejam o artigo em inglês no New York Times, de Annie Lowrey, 12 nov. 2013 http://www.nytimes.com/2013/11/17/magazine/switzerlands-proposal-to-pay-people-for-being-alive.html?pagewanted=1&_r=0

5) Na linha das mensagens bonitas e que aquecem, o vídeo de 7 minutos do Galeano sobra a Utopia. http://dowbor.org/2013/02/11013.html/

(83) Ladislau
15 - 10 - 2013
email

Notícias Ladislau - outubro - 2013

Caros amigos,

1) Colocamos online uma versão radicalmente expandida do artigo Produtores, Intermediários e Consumidores[http://dowbor.org/2013/10/produtores-intermediarios-e-consumidores-o-enfoque-da-cadeia-de-precos-agosto-20134p.html/], sobre um tema de primeira importância, o deslocamento do poder econômico dos produtores para os grandes intermediários sistemicamente significativos. A financeirização é uma dimensão, mas a própria financeirização se apoia no sistema planetário de controle da comercialização. Trata-se dos traders, que controlam nada menos que os grãos, os metais, outros minerais e a energia, inclusive o petróleo. O sangue da economia mundial passa por cerca de 16 grupos, conectados com o mundo financeiro através dos derivativos e diversos sistemas de controle. Os dados casam como o que vimos em artigos anteriores sobre a Rede Mundial de Controle Corporativo [http://dowbor.org/2012/02/a-rede-do-poder-corporativo-mundial-7.html/] e ver tambm sobre os Parasos Fiscais [http://dowbor.org/page/2/?s=para%C3%ADsos+fiscais] e ver também sobre os Paraísos Fiscais [http://dowbor.org/page/2/?s=para%C3%ADsos+fiscais]. O artigo tem 16 páginas, link: http://dowbor.org/2013/10/produtores-intermediarios-e-consumidores-o-enfoque-da-cadeia-de-precos-agosto-20134p.html/

2) Em Dicas de Leitura, colocamos uma breve análise do excelente livro de John Ruggie, Just Business. [http://dowbor.org/2013/10/john-gerard-ruggie-just-business-multinational-corporations-and-human-rights-w-w-norton-new-york-ouctober-2013-3p.html/]. A pedido de Kofi Annan, Ruggie negociou durante 6 anos um tipo de código de ética para as corporações respeitarem os direitos humanos. Resultou um documento importante, Princípios Norteadores, hoje utilizado por exemplo pelo Instituto Ethos no Brasil. Just Business relata como se deram as negociações deste acordo, e oferece um janela excepcionalmente interessante sobre as estruturas de poder das grandes corporações, os tipos de violações, e as contradições do processo. Belíssima leitura. http://dowbor.org/2013/10/john-gerard-ruggie-just-business-multinational-corporations-and-human-rights-w-w-norton-new-york-ouctober-2013-3p.html/


3) Tem se dado insuficiente relevância ao excelente documento O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal Brasileiro, do PNUD/IPEA/FJP, que apresenta cifras impressionantes sobre a interiorização do desenvolvimento. Em 1901 tínhamos 85% dos municípios com nível “Baixo” de IDH, em 2010 são apenas 32 municípios, 0,6% do total de 5.565 municípios do país. E mais importante ainda, os municípios passam a ter um sistema de cerca de 180 indicadores locais para facilitar o acompanhamento do seu desenvolvimento humano, facilitando o planejamento local. O sistema está online, veja www.atlasbrasil.org.br [http://www.atlasbrasil.org.br] – Veja também a entrevista que fizemos com o PNUD sobre o tema em http://dowbor.org/2013/10/entrevista-com-ladislau-dowbor-para-serie-atlas-brasil-2013-desenvolvimento-humano-em-debate-outubro-1p-e-13min.html/

4) Para os paulistanos e outros interessados no desenvolvimento local, recomendamos o site conselhodacidade.prefeitura.sp.gov.br . Muitos conselhos de desenvolvimento econômico e social estão surgindo no Brasil, na linha do CDES do governo federal, em Estados e municípios. É uma forma de adensar a democracia, criando sistemas mais participativos, já que permite que tenham assento cientistas, movimentos sociais, empresários, sindicatos e administradores públicos. É um avanço significativo.

Abraço, Ladislau



(82) Ladislau Dowborl
11 - 10 - 2013
email

Caros,

O www.atlasbrasil.org.br apresenta uma ferramenta importante para ajudar no desenvolvimento municipal, já que organiza os dados de IDH e outros para todos os municípios do país. Acessem o site (acima), e vejam uma entrevista que fizeram comigo sobre este processo de informação para a cidadania, video de 13 minutos, link
http://www.pnud.org.br/Noticia.aspx?id=3771

(81) Ladislau Dowborl
11 - 10 - 2013
email

Caros,
Vale a pena apoiar o esforço de se democratizar os processos decisórios da cidade de São Paulo. Foi constituído o Conselho da Cidade, que tanto se reúne em plenário como em comissões temáticas como mobilidade, direitos humanos e semelhantes. Sou um dos conselheiros. O site do conselho é

http://conselhodacidade.prefeitura.sp.gov.br/

(80) ladislau Dowbor
05 - 09 - 2013
email

Vejam excelente e breve resumo de Kofi Annan sobre as ilegalidades praticadas por corporacoes transnacionais na Africa, em particular o "transfer mispricing", precos ficticios artificialmente baixos nas exportacoes de materias primas africanas, para pagar menos impostos. Junto com o sistema de paraisos fiscais e empresas laranja, o sistema custa $38 bilhoes de dolares ao continente, mais do que a soma das ajudas e investimentos externos. O sistema é planetario. O Brasil tem estimados 520 bi de dolares em paraisos fiscais. (L. Dowbor)


http://www.theguardian.com/commentisfree/2013/sep/05/g20-africa-global-tax-reform

(79) Ladislau Dowbor
29 - 08 - 2013
email

Caros,
Artigo de primeira importancia, em ingles, sobre o funcionamento do mercado mundial de commodities (petroleo, graos etc) Estrutura de manipulacao e poder mundial de intermediarios, os 16 operadores mundiais que controlam o conjunto. Publicado por Reuters, insuspeito de qualquer tendencia progressista. É um documento de trabalho. Cerca de 5 p., e ficha dos 16 mega grupos mundiais



http://www.reuters.com/article/2011/10/28/us-commodities-houses-idUSTRE79R4S320111028

(78) Ladislau
26 - 08 - 2013
email

Caros, queria chamar a atenção de vocês para algumas novidades:

1) Colocamos online um artigo sobre os custos da intermediação comercial e a necessidade de complementar a metodologia de cálculo da inflação. O artigo, Produtores, Intermediários e Consumidores, [http://dowbor.org/2013/08/produtores-intermediarios-e-consumidores-o-enfoque-da-cadeia-de-precos-agosto-20134p.html/] na realidade uma nota técnica, foi republicado em numerosas newsletters, em particular Outras Palavras [http://outraspalavras.net/capa/assim-constroi-se-planeta-desigual/] e Mercado Ético [http://mercadoetico.terra.com.br/arquivo/produtores-intermediarios-e-consumidores-o-enfoque-da-cadeia-de-precos/] . São 4 páginas, texto leve.

2) O filme Hannah Arendt fez muita gente refletir sobre a banalização da violência, permitindo um tipo de recuo sobre o que estamos fazendo nas nossas sociedades. O filme Repare Bem [https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=591717904201014&id=268752939830847], que ganhou o premio internacional no festival de Gramado, traz esta discussão para a atualidade recente e para a realidade brasileira. Não deixem de ver os dois filmes. Sobre Hannah Arendt, e a questão da violência, estou disponibilizando uma nota [http://dowbor.org/2013/08/hannah-arendt-alem-do-filme-agosto-2013-3p.html/] . Aliás um bom complemento é o filme Fantasmas de Abu Ghraib, [http://dowbor.org/2013/08/fantasmas-de-abu-ghraib-ghosts-of-abu-ghraib-agosto-20131h17min.html/] sobre como este cancro da violência oficial e legal se desenvolve no Oriente médio. Queremos mais do que PIB, queremos vida civilizada.

3) Osvaldo Martins elaborou uma pesquisa de mestrado sobre a gestão do território, um bom texto para quem se interessa pelo desenvolvimento local integrado. Fazer funcionar o Brasil significa em particular fazer funcionar os 5.565 territórios municipais que constituem os blocos com os quais se constrói o Brasil. Veja em Pesquisas Conexas [http://dowbor.org/2013/08/osvaldo-martins-gestao-territorial-os-vetores-do-desenvolvimento-local-sustentavel-dissertacao-de-mestrado-na-puc-sp-defendida-em-agosto-de-2013-orientacao-do-prof-arnoldo-de-h.html/].


Queria dizer aos que estão apenas recentemente se familiarizando com o nosso blog dowbor.org [http://dowbor.org/], que todos os textos estão disponíveis em Creative Commons [http://creativecommons.org/], podendo portanto ser livremente disponibilizados para fins não comerciais. Gostaria muito que nos alertem para qualquer dificuldade de acesso ou navegação no site, é um instrumento de trabalho de todos nós.

Uma boa notícia é que na semana passada a Universidade da Califórnia, um gigante universitário nos EUA, decidiu colocar todas as suas publicações e pesquisas também com livre acesso CC, ampliando a rede que já inclui o MIT, Harvard, 12 principais universidades chinesas e muitos outros. Aqui ainda estamos frequentemente entalados na fase de xerox de capítulos de livros, situação pré-histórica em termos de processos de construção científica colaborativa moderna.

E nos falam em pirataria como se ainda estivéssemos no tempo das caravelas.

Um abraço, Ladislau


(77) ivan kurtz
19 - 08 - 2013
email

Remendando meu recado anterior: corporação mais poderosa do planeta e que tem mais gente empregada é o Pentágono. Sobre o qual o presidente dos EUA não tem poder real.
Logo, o que acontece hoje na Europa é a autoflagelação do SISTEMA EUROPA, a partir de suas classes dirigentes, em favor da manutenção da ordem imperial dirigida pelo Pentágono. Para ter mais alguns anos de vida o império precisa se alimentar dos destroços da Europa. E a Alemanha segue a triste política de achar que quem cai por último cai melhor, e o Reino Unido crê que na sua política de relações preferenciais com os EUA será poupado da sanha devoradora.


(76) ivan kurtz
19 - 08 - 2013
email

Dr. Dowbor,

Acabo de ler (em 2 dias) o seu MOSAICO PARTIDO. Delicioso, e a meu ver o senhor errou feio em apenas um prognóstico: que a União Européia com o seu Euro viria a rivalizar poder econômico e militar com os EUA.

Acho que o seu erro deriva da interpretação economicista de que são os fatos econômicos (e não o valor humano dos sujeitos - a antiga virtus latina) que movem a História. Erro similar ao empregado na análise marxista que entende ter sido o capitalismo e suas necessidades que teria criado o Estado moderno, e não o contrário, ou seja, as necessidades de uma indústria militar do Estado moderno que teria criado o capitalismo.

Neste sentido indico um pensador autodidata e inusitado que tenho acompanhado com atenção: FÉLIX RODRIGO MORA. E peço o palpite do senhor a respeito do mesmo.
www.felixrodrigomora.net

Entrevista dele sobre poscapitalismo:
http://www.youtube.com/watch?v=KoGtqY1kCoQ








 Seu nome *
 Seu e-mail *
 Seu site
 Mensagem *
* Obrigatório

Medidas Antispam
Por favor, insira o texto abaixo no campo antes de enviar a mensagem para o livro de visitas.
8 + 1=