Mural de recados
(129)
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13
(109) Myrian Joppert de Moura
01 - 09 - 2014
email

Muito bom! Adorei a entrevista na TV Brasil, só é necessário divulgar mais suas ótimas explicações, ao alcance de quem não é técnico nas áreas como economia, finanças, política,etc.



(108) Ladislau Dowbor
25 - 08 - 2014
email

Notícias Ladislau – Agosto 2014

Caros, apesar da proximidade das eleições, ainda há espaço para produção intelectual interessante. De certa forma, nem todos os esforços criativos migraram do cérebro para o fígado. Boas leituras...

1) Novos arranjos institucionais participativos na gestão municipal – Resenha do livreto The Tragedy of the Private: potential of the public de Hilary Wainwright, texto de excepcional importância e clareza didática sobre os dilemas entre privatizar ou assegurar serviço publico, quando se trata de politicas sociais. A linha geral proposta é de parcerias entre o setor publico e as organizações sociais de interesse publico. Permite assegurar interesse publico combinado com a agilidade das organizações da sociedade civil. Em vez de PPP (parceria publico-privado), é parceria publico-publico. Muitos exemplos de bom funcionamento. Quem acompanha os desmandos dos planos privados de saúde ou da gestão da água pode ver aqui alternativas interessantes. Veja a resenha de 4p. em Dicas de Leitura.
http://dowbor.org/2014/08/hilary-waiinwright-the-tragedyof-the-private-the-potential-of-the-public-a-tragedia-do-privado-e-o-potencial-do-publico-agosto-2014-4p.html/

2) Entrevista de Dowbor na TV Brasil (canal 4 da Net): longa entrevista/debate (1:20h), sobre como funciona a economia, em particular o papel dos bancos e do sistema de intermediação financeira. O ‘destravamento’ da economia sugerido vai na linha da recuperação dos mecanismos de gestão e controle dos recursos: o sistema atual trava investimentos sociais públicos com a taxa Selic (entre 150 e 200 bi por ano de dinheiro público para os bancos), dificulta os investimentos empresariais com os elevados juros para pessoa jurídica (50%), e fragiliza a demanda através dos elevadíssimos juros para pessoa física (100%) e dos crediários (72%). Tratem como uma animada aula de economia, sem peso de economês. Para alunos então, bom material para debate.
http://dowbor.org/2014/08/entrevista-com-ladislau-dowbor-programa-o-espaco-publico-agosto-2014-1h20min.html/

3) Entrevista de Dowbor no canal Futura, (13 min.) sobre a sustentabilidade ambiental e econômica do modelo atual no Brasil. A discussão envolve também o PIB e formas alternativas de medida dos nossos avanços, além da necessidade de se recuperar o controle do sistema de intermediação e especulação financeira.
http://dowbor.org/2014/08/entrevista-ladislau-dowbor-no-canal-futura-novo-indice-de-riqueza-agosto-2014-13-min.html/

4) Saiu pela editora Educ, da PUC-SP, o livro Propriedade Intelectual e Direito à Informação, organizado por Ladislau Dowbor e Hélio Silva, com contribuições de Alan Angeluci, André de Mello e Souza, Carlos Seabra, Daniel Gatti, Diogo Cortiz, Francisco Caminati, Helio Silva, Ladislau Dowbor, Laymert dos Santos e Leonardo Trevisan, além dos próprios organizadores. Entre os que criam, os intermediários e os usuários, é preciso criar um novo equilíbrio. Livro disponível para download na íntegra.
http://dowbor.org/livros-em-colaboracao/

5) A gestão social está cada vez mais no centro do debate sobre a viabilização do desenvolvimento e a organização de uma sociedade que funcione. Maria do Carmo Brandt de Carvalho, com muitos anos de experiência na área do serviço social, trabalha a articulação necessária entre a gestão social, as políticas de desenvolvimento do território e os sistemas participativos. O resultado é o livro Gestão Social e Trabalho Social, da editora Cortez, com prólogo de Ladislau Dowbor disponível para download.
http://dowbor.org/livros-em-colaboracao/

6) O filme Entre Rios conta em 25 minutos como na história São Paulo se conjugaram as políticas de gestão da água e de opção de transportes. Em vez da proposta de Saturnino de Brito (aquele que organizou o sistema de canais pluviais em Santos), que projetou uma cidade de São Paulo de frente para os seus rios, transformados em espaços de lazer e convívio, coração da cidade como é o Sena em Paris ou o Tâmisa em Londres, prevaleceram os interesses imobiliários e das elites donas de carros, permitindo a Prestes Maia enterrar os rios e priorizar o transporte individual, política que seria reproduzida por sucessivos malufismos. Gerou-se o atual encalacramento entre enchentes de carros e enchentes de rios, carros parados e esgotos a céu aberto, contaminação das águas locais e esgotamento das águas de bacias distantes. Uma excelente visão de conjunto, faz entender a necessidade de visões estratégicas e de longo prazo. Ótimo material para entender as dinâmicas e promover discussões.
http://vimeo.com/14770270

Abraço, Ladislau


(107) Ladislau Dowbor
25 - 08 - 2014
email



Notícias Ladislau - Julho - 2014


Caros,



1) Vejam curto texto meu sobre as iniciativas de democracia participativa. O texto na nossa Constituição é claro, e se trata nada menos do que do fundamento da democracia: “Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.” Está logo no artigo 1º, e garante portanto a participação cidadã através de representantes ou diretamente. Ver na aplicação deste artigo, por um presidente eleito, e que jurou defender a Constituição, um atentado à democracia não pode ser ignorância: é vulgar defesa de interesses elitistas por quem detesta ver cidadãos se imiscuindo na política. Preferem se entender com representantes. http://dowbor.org/2014/06/ladislau-dowbor-participacao-e-democracia-junho-2014-2p.html/


2) Na mesma linha, nota importante de Luiz Carlos Bresser Pereira, na Folha de S.Paulo, 12.6.2014: "Liberais afirmam que o decreto sobre participação social implica o risco do surgimento de "um poder paralelo". Puro nonsense. A reação negativa de certos setores da sociedade ao decreto definindo a política de participação social do governo revela sua determinação de limitar a qualidade da democracia brasileira; de fazê-la perder o caráter razoavelmente participativo, que já tem, para ser apenas liberal." http://www.bresserpereira.org.br/articles/2014/39-Democracia-participativa.pdf


3) Vejam texto de excepcional importância e clareza didática sobre os dilemas entre privatizar ou assegurar serviço publico, quando se trata de politicas sociais. A linha geral proposta é de parcerias entre o setor publico e as organizações sociais de interesse publico. Permite assegurar interesse publico combinado com a agilidade das organizações da sociedade civil. Em vez de PPP (parceria publico-privado), é parceria publico-publico. Muitos exemplos de bom funcionamento. Quem olha os desmandos dos planos privados de saúde pode ver aqui alternativas interessantes. Texto de 48 p., em inglês.http://dowbor.org/2014/07/hilary-wainwright-the-tragedy-of-the-private-the-potential-of-the-public-julho-2014-48p.html/


4) Forte artigo de Joseph Stiglitz (em inglês) sobre o drama da desigualdade, que se tornou um circulo vicioso descontrolado, com os grandes grupos financeiros manejando suficiente apropriação da política para torcer as leis, e em particular o sistema tributário, a seu favor, além de executivos ganhando 300 vezes o que ganham os empregados. Em resumo: "The American political system is overrun by money. Economic inequality translates into political inequality, and political inequality yields increasing economic inequality." Do lado da produção, o sistema destrói o meio ambiente. Do lado da distribuição, desarticula a sociedade. E pela apropriação da política, os intermediários financeiros se apropriam dos recursos que seriam necessários para inverter as duas tendências criticas.
http://dowbor.org/2014/07/josefh-e-stiglitz-inequality-is-not-inevitable-julho-2014-4p.html/


5) Em fotos vejam carros elétricos públicos em Paris, milho transgênico estéril, e não deixem de assistir Viva a Liberdade que está em cartaz, exelente gozação política. Um pouco de bom humor nessa área ajuda.
http://dowbor.org/category/fotos/



Abraço, Ladislau


(106) Ladislau
27 - 05 - 2014
email

Caros amigos,

1) Queria reforçar antes de tudo a sugestão que leiam o meu Mecanismos Econômicos, texto que coloquei online há um mês, e que ainda não foi publicado. São cerca de 100 páginas, um sobrevôo de como funciona a economia realmente existente. Continuo convencido que alguns mecanismos básicos todos devem entender, pois se trata do bolso de todos nós. http://dowbor.org/principais-livros/

2) A pedidos da União Europeia (EUNIC – European Union National Institutes for Culture) escrevi um texto de 5 páginas sobre os potenciais de cooperação cultural entre a União Europeia e o Brasil. O texto foi publicado em inglês e em alemão, e divulgado entre mais de 2000 instituições afiliadas em 150 países. Sou suspeito, mas a meu ver saiu redondo na análise e nas propostas.
Link inglês http://dowbor.org/2014/05/ladislau-dowbor-this-spaceship-called-earth-maio-2014-143-147p.html/
Link alemão http://dowbor.org/2014/05/ladislau-dowbor-europa-von-ausen-erwartungen-an-die-europaische-ausenkulturpolitik-2014-mai-143-147p.html/

3) Coloquei em Dicas de Leitura uma resenha do livro do Eduardo Felipe Matias, A Humanidade Contra as Cordas, que saiu pelo Planeta Sustentável e a editora Paz&Terra. É um bom balanço dos desafios ambientais que enfrentamos, vale a pena. http://dowbor.org/category/dicas-de-leitura/ Na mesma linha, colocamos em Livros em Colaboração uma boa coletânea sobre educação ambiental, Encontros e Caminhos, organizado por Luiz Antônio Ferraro. http://dowbor.org/livros-em-colaboracao/

4) Vejam entrevista minha em vídeo, 17 min., na USP/ESALQ, sobre a sustentabilidade urbana, educação ambiental, e as mudanças culturais necessárias. É um instrumento de trabalho, legal por exemplo para passar numa sala de aula ou reunião comunitária para abrir discussão. http://dowbor.org/category/videos-online/

5) Aproveito para recomendar um excelente vídeo que a ESALQ produziu sobre o Rio Piracicaba, mas na realidade uma visão sistêmica muito bem organizada sobre o desafio da água, este “ouro azul” que tanto maltratamos. http://dowbor.org/category/videos-online/

6) Em Pílulas informativas, vejam o artigo que saiu pela Forbes sobre os bilionários do Brasil, artigo divulgado aqui pela Carta Capital. Precisamos ultrapassar esta visão de que as grandes fortunas são simplesmente legítimas, e ver como se formaram, e a que servem. No caso, se trata essencialmente fortunas muito ligadas a concessões do Estado, como banqueiros (Carta Patente do Banco Central), meios de comunicação (concessão pública), ou de construtoras (contratos públicos). http://dowbor.org/category/pilulas-informativas/

7) Informo ainda que o livrinho Tecnologias do Conhecimento: os desafios da educação é utilizado em rede nacional de educação básica, pelo MEC, na publicação Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC, 2013. Veja p. 34 do texto. Link http://www.labtime.ufg.br/modulos/tecnologias_na_educacao_cursista/ebooks/cursista02/curso02_cursista.pdf

Abraço, Ladislau



(105) Ladislau Dowbor
09 - 05 - 2014
email

Caros,

O meu livrinho Tecnologias do Conhecimento é utilizado em rede nacional de educação básica, pelo MEC, na publicação Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC, 2013. Veja p. 34 do texto. Link

http://www.labtime.ufg.br/modulos/tecnologias_na_educacao_cursista/ebooks/cursista02/curso02_cursista.pdf

(104) Ladislau Dowbor
09 - 05 - 2014
email

Caros,
Artigo meu, curto (5p), sobre os potenciais de colaboração entre Brasil e Europa, a pedido da EUNIC (European Union National Institutes of Culture),rede de 2000 instituições da UE em 150 países. Em inglês, 2014,vejam p. 143 e seguintes.

http://www.ifa.de/fileadmin/pdf/kr/2014/kr2014_en.pdf

"Ladislau Dowbor, a political
scientist based in Săo Paolo, gently points out
that the question of Brazil‘s expectations of
Europe is actually missing the point. “We
are all big boys now.” The time has long gone
when Latin America was still trying to find
ways of joining the modern world. Now it is a
case of addressing common global challenges
that individual countries can no longer tack-
le alone: financial chaos, climate change and
growing social inequality." (da apresentação)

(103) Ladisalu
16 - 04 - 2014
email

Notícias Ladislau – Abril - 2014

Caros amigos/as,

1) Colocamos online um livrinho de introdução aos Mecanismos Econômicos, considerem como versão “Beta”, para críticas e avaliações, ou até contribuições, por enquanto só está online. A ideia básica é que não é mais possível tanto analfabetismo econômico, todos achando que é complicado demais. São cerca de 110 páginas, não é mortal, não tem nenhuma equação, sugiro que imprimam, e leiam com bom humor. Eu acho escandaloso que por exemplo não tenhamos tido nenhuma aula sobre a moeda nos nossos estudos, apesar da importância central na estruturação social e na concentração de renda. É essencial mais pessoas entenderem como são depenadas. Economia não é um “setor”, uma “área”, é uma dimensão de tudo que fazemos. http://dowbor.org/principais-livros/

2) A China evolui para uma “mix” cada vez mais sofisticado e pragmático de orientações políticas e econômicas. Pelo peso da China, vale a pena entrar no detalhe, que aparece neste documento que Martin Wolf, do Financial Times, chamou recentemente de “o modelo para as reformas em curso” na China. É sempre bom dar uma olhada no documento original, são 12 páginas, em inglês, publicado no China Daily. The decision on Major Issues Concerning Comprehensively Deepening Reforms in brief - China Daily – november – 2013, 12p.[http://criseoportunidade.wordpress.com/2014/04/02/the-decision-on-major-issues-concerning-comprehensively-deepening-reforms-in-briefchina-daily-november-2013-12p/ ]

3) Torna-se cada vez mais importante sistematizar e divulgar as informações sobre a imensa deformação do nosso sistema econômico através da taxa Selic elevada e dos juros praticados pelos bancos comerciais e pelos crediários do comércio. O volume de recursos desviados do que poderiam ser investimentos públicos e políticas sociais; de poupanças nossas esterilizadas em aplicações financeiras quando poderiam fomentar atividades econômicas; bem como a esterilização da capacidade de compra da população pelos crediários com juros exorbitantes, leva ao triplo travamento da economia, pelo lado das políticas públicas, do investimento privado e da capacidade de compra da população. A mudança das regras do jogo na área financeira está se tornando uma questão central para o nosso desenvolvimento. A entrevista de Amir Khair ajuda muito nesta compreensão. A taxa Selic é o veneno da economia”. Entrevista especial com Amir Khair – abril – 2014, 2p. [http://criseoportunidade.wordpress.com/2014/04/09/a-taxa-selic-e-o-veneno-da-economia-entrevista-especial-com-amir-khair-abril-2014-2p/ ]

4) Importante iniciativa na linha de sair dos absurdos do PIB, é o sistema de indicadores Social Progress Indicators 2014, com fonte tão tradicional como Harvard e nada de esquerda como Michael Porter. A inovação está entrando no mainstream. Metodologia bem interessante, resultado indireto do Relatório Stigliz/Sen/Fitoussi. O Brasil sai bem na foto, entre os 132 países e os BRICS. Uma boa ferramenta de trabalho, fiz uma apresentação sumária em 6 páginas, texto que está circulando muito pela mídia alternativa. http://dowbor.org/2014/04/ladislau-dowbor-indicadores-de-progresso-social-medindo-o-que-importa-abril-2014-6p.html/

5) Nos filmes, importante documentário da BBC de Londres sobre alimentação, obesidade e a política das corporações da alimentação. A divulgação mundial pela BBC ajuda, a confiabilidade é grande. Em inglês, aguardamos versão legendada. Está no YouTube, em três segmentos de 50 min. aproximadamente, The Men who Made us Fat, http://www.youtube.com/watch?v=E6nGlLUBkOQ O impacto nas crianças aparece em outro excelente documentário de 4 minutos e em português, sobre o conteúdo real dos sucos e néctares, disponibilizado online pelo IDEC (Inst. de Defesa do Consumidor). http://www.idec.org.br/especial/agitese

6) Saiu agora em português, pelo Planeta Sustentável, a tradução do livro de John Ruggie, Apenas Negócios: as corporações multinacionais e os direitos humanos,vejam a resenha de Dowbor em http://dowbor.org/2013/10/john-gerard-ruggie-just-business-multinational-corporations-and-human-rights-w-w-norton-new-york-ouctober-2013-3p.html/


Queria lembrar que esta não é uma “newsletter” propriamente, é um lembrete das coisas que estão no dowbor.org, um tipo de biblioteca científica virtual. Os mailings com recomendações dos meses anteriores estão no Mural do site.

Abraço, Ladislau


(102) Ladislau Dowborl
16 - 04 - 2014
email

Caro Arlindo, eles usam a fonte do Black Friars, eu não conheço, citar uma fonte internet, que cita outra fonte, em trabalho acadêmico não convém, precisa ir até a fonte primária, para pelo menos poder dizer fonte xxx, citando yyy. Agora, em termos substantivos, a cifra me parece realista. Abraço, Ladislau

(101) Arlindo Rodrigues
15 - 04 - 2014
email

Professor, boa tarde,
Esse sitio apresenta um dado muito provocante: Gastos com marketing em empresas norte-americanas tinha previsão de quase 1.074 bilião dólares em 2005 em
http://www.metrics2.com/blog/2006/06/26/us_marketing_spending_exceeded_1_trillion_in_2005.html.
A minha dúvida é: esse sítio pode ser citado em texto acadêmico?

(100) Ladislau Dowborl
14 - 04 - 2014
email

Caros, quem se interessa pelos problemas de alimentação e obesidade, e as consequências, vejam o excelente documentário da BBC de Londres, jornalismo investigativo de primeira qualidade. Passou na BBC mundial em três episódios. Está em inglês, não encontrei ainda legendado. Abraço, Ladislau

1
http://www.youtube.com/watch?v=E6nGlLUBkOQ

2
http://www.youtube.com/watch?v=owekbSp7wU0

3
http://www.youtube.com/watch?v=ZlQHXkOUjeI



 Seu nome *
 Seu e-mail *
 Seu site
 Mensagem *
* Obrigatório

Medidas Antispam
Por favor, insira o texto abaixo no campo antes de enviar a mensagem para o livro de visitas.
9 + 7=