Quem vai pagar pela inevitável crise econômica que virá com a pandemia do coronavírus? É urgente que as grandes fortunas sejam taxadas e que o 1% dos mais ricos — que detêm mais do que o dobro da riqueza possuída pelo restante das pessoas do mundo — façam mais do que meras doações para o combate da doença.