Raras vezes vi um filme que me emocionou tanto como este relato do cotidiano de um moleque perdido na cidade no Líbano, que ao ver como funciona o mundo ao seu redor decide processar os seus pais por tê-lo colocado no mundo. O filme teve grande impacto internacional, e faz parte das obras de arte que em vez de nos puxar para algum universo ilusório, distraindo-nos da realidade, trata justamente a realidade, mas com grande carinho, e que nos reconcilia com o mundo realmente existente. É um filme que permanece dentro de nós, trazendo um pouco de bem estar a cada lembrança.