A Oxfam traz mais uma vez uma pesquisa essencial para entender o travamento do desenvolvimento no país. Está focada na desigualdade, mas é importante lembrar que o travamento da capacidade de compra da massa da população trava o conjunto da economia e aumenta o déficit público.

“O Brasil, pela primeira vez durante anos, vê sua distribuição de renda estacionar. A pobreza no país recrudesceu e teve fim a dinâmica de convergência entre a renda de mulheres e homens – o primeiro recuo em 23 anos. Também recuou a equiparação de renda entre negros e brancos até chegar à estagnação, que completa atualmente sete anos seguidos. São retrocessos inaceitáveis, especialmente em um país onde a maioria populacional é de mulheres e negros”.

Clique aqui e confira a íntegra do relatório.