Saiu finalmente o esperado estudo da Oxfam sobre desigualdade no Brasil: “A distância que nos une”, Oxfam Brasil, setembro de 2017 (94p).

Seis brasileiros dispõem de mais riqueza do que a metade mais pobre da população, e 5% dispõem de uma fatia de renda maior do que os 95% seguintes. O relatório cobre renda, riqueza e acesso aos serviços essenciais.

A desigualdade para nós não é apenas uma vergonha em termos éticos, como é insustentável em termos políticos (os sucessivos golpes sempre tiveram esta origem), e é absurda em termos econômicos pois nada estimula a economia como a inclusão do andar de baixo.

Leitura essencial para entendermos tanto os nossos dramas como os nossos rumos.

Confira a íntegra do documento clicando em: http://dowbor.org/blog/wp-content/uploads/2017/09/Relatorio_A_distancia_que_nos_une.pdf