É possível termos maior controle e iniciativa sobre as nossas atividades econômicas? O mundo está assolado por gigantes corporativos, e nos tornarmos consumidores passivos de identidades globais. Mas cada cidade pode tomar em suas próprias mãos uma série de aspectos do seu desenvolvimento, respondendo de maneira participativa às necessidades locais.

Ao analisar o caso da Incubadora Afro Brasileira, Judson Nascimento apresenta neste estudo a possibilidade de se liberar potenciais de um desenvolvimento enraizado nos sentimentos de identidade e de pertencimento comunitário. Com bibliografia particularmente rica, este trabalho abre perspectivas para quem quer dinamizar a sua comunidade.