Vem da África, na voz do escritor Mia Couto, esta profunda mensagem humana, este apelo para a coragem e a decência.