Share on Facebook32Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Email this to someonePrint this page

Maria Lúcia fez a lição de casa. Em torno do tema do Rodoanel, analisou os impactos de maneira muito mais ampla. O fato é que temos uma metrópole emperrada, paralisada por excesso de meios de transporte. Com a cidade parada, buscam-se soluções post factum. Tirar das marginais os caminhões que simplesmente atravessam a cidade faz todo sentido. Mas o problema tem de ser visto de maneira mais ampla. Comparando o Rodoanel paulista com os de Paris, Beijing e de outras capitais, a pesquisadora mostra os dilemas de círculos concêntricos que geram novas expansões demográficas e mais uso de caminhões e de automóveis. Resulta da análise de Maria Lúcia uma excelente apresentação da fragilidade do sistema logístico criado em função dos interesses de empreiteiras, e montadoras, ancoradas nos sucessivos malufismos, sem que fossem consideradas as necessidades de longo prazo. Sem planejamento ou controle social, terminamos com visões míopes e o impasse geral. O texto traz ilustrações, mapas, e fotos, e ajuda muito a entender os desafios e alternativas. O contato é luciafabiano@uol.com.br  (L.Dowbor)