Patricia M.E. Mendonça, Mario Aquino Alves e FernandoA.Nogueira (orgs.) – Arquitetura institucional de apoio às organizações da sociedade civil no Brasil – FGV (com Articulação D3), São Paulo 2013, ISBN – 978-85-87426-22-2, 253p.

Arquite InstitA base jurídica das organizações da sociedade civil (OSCs) no Brasil é notoriamente frágil. Temos um marco jurídico sólido para as empresas  (direito comercial) e para o setor público (direito público administrativo), mas o conjunto de atividades organizadas da sociedade civil não tem um marco regulatório minimamente satisfatório, o que gera uma grande vulnerabilidade. O terceiro setor constitui uma área essencial de uma sociedade que funcione, pois precisamos regularmente de trabalho organizado de grupos que possam desempenhar atividades sem estarem presas ao lucro ou a interesses político-partidários. Com a expansão das políticas sociais, ter uma sociedade civil organizada e participativa é cada vez mais importante. A FGV reuniu aqui importantes trabalhos sobre a organização do apoio a estas atividades. O artigo de Ladislau e Monika Dowbor (sobrinha, doutora em ciências sociais), traz a visão de novos formatos de mobilização de recursos para o setor.  Uma excelente iniciativa do Programa Gestão Pública e Cidadania da FGV. O capítulo de Ladislau e Monika Dowbor é “As novas relações que vão dar trabalho: adoção de novos formatos de mobilização de recursos pelas organizações da sociedade civil no Brasil” p. 113 a 129.