Administrando a Água Como se Fosse Importante

Ladislau Dowbor e Renato A. Tagnin (orgs.), Editora Senac, São Paulo, 2005, 290 p.

livro_15

O título é um pouco provocativo. No entanto, se considerarmos que morrem 4 milhões de crianças por ano por falta de acesso a água limpa, e que um bem tão essencial é simplesmente desperdiçado, justifica-se plenamente. Mas este livro não é sobre os dramas da água, sim sobre como administrá-la: temos boas leis ambientais, inúmeros diagnósticos, mas as coisas não andam. Na realidade, o uso inteligente da água exige ir além do Estado e do mercado, envolvendo pactuações e a organização de consensos entre os mais diferentes atores sociais. Aprender a administrar a água é em grande parte aprender a administrar a sociedade. O livro conta com a colaboração de 30 autores de primeira linha, e uma visão geral por Ignacy Sachs.

O capítulo de L. Dowbor, Economia da água, está disponível aqui

Contato www.editorasenacsp.com.br ou .