Rubens Ricúpero apresenta uma visão mais ampla da crise, tomando como pano de fundo as relações de poder no planeta, envolvendo em particular a determinação dos Estados Unidos de protegerem os seus interesses, com poucas considerações para o resto do mundo. Outro elemento central é a força política organizada das grandes corporações, que na época do Reagan tinham no lucro financeiro 10% dos seus lucros, e hoje têm 40%. Á visão é que com a resistência e o poder destes protagonistas, há pouca mudança sistêmica à vista. (L. Dowbor)