Escrito em co-autoria com Hélio Silva, o artigo apresenta uma visão crítica mas bem-humorada do mundo publicitário, que nos custa cerca de 1 trilhão de dólares por ano (é nos custa mesmo, cada outdoor da telefônica está na nossa conta), e que perdeu a maior parte da sua dimensão informativa, descambando para a manipulação. Propomos uma lei sobre o assédio comercial para o excessos invasivos (você já recebeu por correio um cartão de crédito que nunca pediu?), e uma dedução de 3% do que pagamos pela publicidade, destinados a financiar informação neutra sobre os produtos, por parte de instituições  científicas e de organizações da sociedade civil. O artigo foi publicado por Meio& Mensagem, 9 de maio de 2005, p. 49 www.meioemensagem.com.br (L.Dowbor)

Download