Homens e mulheres no mercado de trabalho

Margaret Maruani e Helena Hirata (Orgs), Senac, São Paulo, 2003, 85-7359-299-0

O livro As Novas Fronteiras da Desigualdade: homens e mulheres no mercado de trabalho é uma coletânea que apresenta os desequilíbrios de gênero no mundo de trabalho, comparando países como Italia, França, Inglaterra, Alemanha, Espanha e outros. O livro já foi tradizido em várias linguas, e para esta edição foi feito um excelente estudo da situação do Brasil, por Cristina Bruschini e Maria Rosa Lombardi. Helena Hirata, que tão bem conhece este assunto, contribui com uma apresentação e um artigo em co-autoria.

No conjunto, constata-se a inserção da mulher no mercado de trabalho, o que faz parte da libertação; contudo, a repartição da carga familiar não evolui no mesmo ritmo, e a mulher encontra-se duplamente amarrada. A mulher está atingindo um nível educacional mais elevado que o homem, o que, na evolução para uma sociedade do comhecimento, torna-se uma vantagem muito significativa; mas a remuneração tende a reproduzir as desigualdades tradicionais, o que frequentemente significa mais responsabilidade sem o salário correspondente. As desigualdades de gênero no trabalho tendem a se reduzir, mas as desigualdades entre as mulheres aumentam, gerando novas contradições. De certa maneira, constata-se no conjunto dos estudos apresentados uma grande evolução da mulher na área profissional, mas sem acompanhar as necessárias mudanças institucionais, jurídicas e de valores.

O livro realmente vale a pena, os trabalhos selecionados são de excelente qualidade, e escapam das simplificações (contra ou a favor) que frequentemente aparecem sobre o tema. O mundo do trabalho está mudando, e a entrada em massa da mulher nas atividades remuneradas constitui provavelmente um dos processos mais significativos da nossa história recente. Boa leitura.